Tom Clancy’s Ghost Recon Wildlands – Beta Análise

by:

CríticasGames

Com mais uma aposta na série Tom Clancy’s a Ubisoft irá lançar Ghost Recon Wildland, um jogo em terceira pessoa de tiro tático com alguns elementos de rpg e multiplayer. Agora o player terá que enfrentar o quartel colombiano em um vasto mundo aberto com foco no coop online.

Jogabilidade: Ghost Recon trabalha com a jogabilidade semelhante a de The Division mais focado no stealth (mover sem ser visto). É permitido chegar atirando, porém mais inimigos irão chegar para complicar a missão. Suas tatefas são até variadas, com objetivos de interrogar alguém importante, resgatar aliados dos rebeldes, roubo ou recuperação de arquivos e também defender área ou equipamento.

Para quem já é experiente nesse tipo de jogo e principalmente adora o estilo, é recomendado que aumente a dificuldade. Até o momento os inimigos são meio cegos e surdos. Com a dificuldade aumentada isso se torna mais raro e o dano das armas aumentam.

O que é péssimo, e precisa ser melhorado e muito, é a jogabilidade com os veículos, principalmente aéreos. Perdi a conta de quantas vezes quase derrubei um helicóptero. Avião é pior ainda, não consegui ficar no ar por um minuto e um ponto que realmente os desenvolvedores tem que dar muita atenção.

Personagens: A personalização é bem variada realmente dá pra individualizar seu personagem diante dos outros jogadores. Pode escolher o sexo, rosto, cabelo, barba e todo equipamento e vestimenta.

Pode personalizar suas armas com mira, laiser e outros equipamentos. Dentre todos o mais importante é o silenciador, mas assim como qualquer equipamento pode melhora em um aspecto e piorar em outros, nesse caso o silenciador tira o dano da arma por isso e importante acerta a cabeça dos inimigos.

Ambientação: O jogo passa-se nas montanhas e florestas da Colômbia, o jogo é cheio de estradas de terra, uma floresta densa, em alguns lugares há favelas, mas a beta só nos permite andar por um certo local do mapa. Infelizmente só podemos aguardar para ver se realmente será mais variado.

Conclusão: Tom Clancy’s Ghost Recon Wildlands pode ser um jogo promissor sim, mas há uma possibilidade de se tornar repetitivo e maçante ao jogador tanto online como off-line. Por isso é de esperar missões não só com mais dificuldades que na beta, como mais variadas também trazendo vida ao jogo e possíveis sequencias. O que nos resta é esperar para ver o conteúdo final, e aí sim bater o martelo!

  1. Tom Clancy’s Ghost Recon Wildlands é produzido e distribuído pela Ubisoft e será lançado em 3 de março de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *