Tom Clancy’s Ghost Recon Wildland – Análise

by:

CríticasGames

Com mais uma aposta na série Tom Clancy’s a Ubisoft lançou ao mercado de games o Ghost Recon Wildland, um jogo em terceira pessoa de tiro tático, com alguns elementos de RPG e multiplayer, tendo de enfrentar o Cartel colombiano em um mundo aberto com foco no coop online.

História: Com uma “leve” explosão na baixada americana na Bolívia houve uma grande investigação, que descobriu a morte de Sandoval, um agente da Narcóticos e grande amigo de Bowman sua superior e agente da CIA. Com um domínio total do cartel de Santa Blanca sua equipe começa a trabalhar com um grupo rebelde de nome Katari 23 que servira com auxilio durante sua jornada na missão intitulada “Ragecida” que define bem o que irão enfrentar.

A esquadra decide por onde começar para liberar outras missões basta andar por uma área não explorada do mapa e logo Nomad (você) comunicara sua supervisora que dará as informações do local e quais os objetivos.

Não há carisma em nenhum personagem, nem mesmo no vilão principal, o El Sueño. Alguns de seus subordinados até tira algum “sorrisinho” ou pode dar uma pequena revolta. Acredito que se diminuísse os inimigos e focasse nos principais seria bem melhor.

Jogabilidade: Ghost Recon trabalha com a jogabilidade semelhante a de The Division mais focado no stealth (mover sem ser visto). É permitido chegar atirando também, porém mais inimigos chegaram e vão complicar a missão. Suas missões são até variadas com objetivos de interrogar alguém importante, resgatar aliados dos rebeldes, roubo ou recuperação de arquivos e também defender are ou equipamento. Infelizmente esse gameplay se mantem do começo ao fim e acaba sendo um pouco enjoativo, principalmente maçante ao jogador, talvez diminua com uma jogatina com os amigos no multiplayer.

Para quem já é experiente nesse tipo de jogo, e principalmente adora o estilo, é recomendado que aumente a dificuldade, pois em alguns níveis inferiores os inimigos são meio “cego e surdo”, aumentado isso se torna mais raro e o dano das armas aumentam.

O que é péssimo e precisa  ser melhorado a curto prazo é a jogabilidade com os veículos, principalmente aéreos. Perdi a conta de quantas vezes quase derrubei um helicóptero. Avião é o pior, ainda não consegui ficar no ar por um minuto.

Personalização: A personalização é bem variada realmente, dá para individualizar seu personagem diante dos outros jogadores. Pode escolher o sexo, rosto, cabelo, barba e todo equipamento e vestimenta. Porem a variedade de relacionada a face do personagem não e muita provavelmente é fácil achar alguém igual a você o que irá diferenciar e sua vestimenta que e bem mais variada.

Pode modificar suas armas com mira, laiser e outros equipamentos. Dentre todos o mais importante é o silenciador, mas assim como qualquer equipamento pode evoluir em um aspecto e piorar em outro, nesse caso o ele tira o dano da arma por isso é importante acerta a cabeça dos inimigos.

Novas armas são liberadas conforme vai achando em lugar específicos que pode ser descobertos no mapa após encontrar um documente ou interrogar algum inimigo.

Ambientação: O jogo é ambientado nas montanhas e florestas da Colômbia, o jogo é cheio de estradas de terra , em sua grande maioria encontrará montanhas e mais montanhas, porém há áreas com mais cidades, outras com templos feito pelo Santa Blaca, pântanos e até deserto de sal. O mapa realmente é extenso e leva um bom tempo para atravessa-lo, entretanto, existe a possibilidade de Fast Travel (Viagem Rápida) que facilita a mobilidade pelo mapa.

Conclusão: Tom Clancy’s Ghost Recon Wildlands é um bom jogo de stealth com um bom multiplayer. A história não passa de um motivo pra você estar lá e sair matando e derrubando o cartel inteiro, caso o seu objetivo seja somente diversão e principalmente com amigos, sim Wildlands irá garantir isso, porém há uma possibilidade enorme de ser enjoativo e ficar de lado por um tempo de sua lista de jogos. Produzido e Distribuído Pela Ubisoft Tom Clancy’s Ghost Recon Wildland já está disponível para PC, Playstation 4 e Xbox One.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *