Crítica | Dolittle novo trabalho de RDJ não impressiona

by:

CríticasFilmesGeral

O primeiro projeto de Robert Downey Jr. após cortar laços com a Marvel, onde interpretava Homem de Ferro, não foi tão bem quanto o esperado. Dolittle chega com a promessa de revolucionar essa franquia que surgiu, em 1967, com um enredo bem trabalhado. Mas, infelizmente essa promessa não se cumpriu.

No longa, Downey Jr. interpreta um excêntrico médico veterinário (John Dolittle), famoso na Grã Bretanha, que após perder sua esposa, anos atrás, se isolou de tudo e de todos. Recluso, Dolittle convive apenas com os animais exóticos que vivem com ele na enorme mansão. Tudo muda quando dois jovens batem à porta para pedir ajuda a ele e salvar a rainha da Inglaterra, que corre um grande risco. Acompanhado pelo jovem Harry Collett (aprendiz do doutor) e um grupo inusitado de animais seguem para uma “possível” aventura nos cinemas.

Dirigido por Stephen Gaghan, o longa é inspirado no livro ‘The Voyages of Doctor Dolittle‘, de Hugh Lofting. E talvez, alguns fãs não gostem muito do resultado dessa “homenagem”. Diferente da versão do filme feita pelo comediante Eddie Murphy, a produção atual de Dolittle teve a tecnologia a seu favor. O cuidado com os efeitos visuais/ especiais são quase impecáveis, o trabalho técnico foi muito bem orquestrado.

Infelizmente, não podemos falar o mesmo do roteiro, que não teve a atenção devida. Com uma abordagem simples sem aprofundar no personagem principal, seguindo uma linha de raciocínio comum para um caricato protagonista. Algo que talvez incomode alguns fãs, mas que também possa passar despercebido por outros que somente querem assistir um filme “básico”. O enredo pode até entreter o público infantil, mas com certeza deixará os adultos entediados. E, mesmo tentando inovar, utilizando novas tecnologias, um filme só será qualificado bom de verdade quando apresentar um enredo que prenda o público.

Apesar de contar com um elenco majestoso com Emma Thompson, Selena GomezTom Holland, Antonio BanderasRalph FiennesMichael SheenJim BroadbentJessie Buckley, Octavia SpencerJohn Cena, Harry CollettMarion Cotillard, Rami Malek entre outros (pausa para respirar).

Falando em elenco, a atuação de Downey Jr deixou muito a desejar. O sotaque britânico fajuto incomoda os ouvidos de quem prefere assistir ao filme com o áudio original. Outra coisa que pode incomodar muitas pessoas é a enorme semelhança com os filmes da saga Piratas do Caribe. Dolittle torna-se uma espécie de Capitão Jack Sparrow (Johnny Depp), os animais são os fiéis companheiros do pirata, a quem seguem a todo custo. Para piorar, 70% da aventura se passa em alto mar, causando uma sensação péssima de nostalgia a outro longa repetitivo que ninguém aguenta mais assistir.

Mas, ainda há pequenas coisas que poderiam ter salvo o filme, como por exemplo: arriscar mais se aprofundando nas motivações do ajudante do veterinário.  Apostar no passado das personagens secundárias nem sempre é um erro e sim poderia ter dado um up no filme, tendo em vista que o jovem é muito carismático e tem garra.

Apesar dos críticos norte-americanos apontarem para um filme desastroso, pode-se dizer, portanto, que Dolittle é resultado de uma produção mediana que não chega a ser terrível, mas também não traz nada de impressionante, deixando a sensação de que tinha tudo para ser bom, porém patinou.

Confira o Trailer de Dolittle:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *